Um português a brilhar na Libertadores: Renato Paiva elimina o Grémio

Um português a brilhar na Libertadores: Renato Paiva elimina o Grémio
Redação com Lusa

Tópicos

Independiente del Valle, orientado pelo português, deixou pelo caminho a equipa de Porto Alegre.

O Independiente del Valle, orientado pelo treinador português Renato Paiva, conseguiu na quarta-feira uma heroica qualificação para a Taça Libertadores, ao vencer fora o Grémio por 2-1, na segunda mão da terceira pré-eliminatória.

Contra todos os prognósticos, o conjunto equatoriano, que tinha vencido por 2-1 na casa emprestada de Assunção, voltou a superiorizar-se, num duelo em que aproveitou da melhor forma a expulsão do anfitrião Maicon, aos 63 minutos.

A grande figura do conjunto de Sangolquí foi o avançado argentino Cristian Ortís, de 28 anos, que marcou os dois golos, com dois pontapés notáveis, o primeiro aos 45+3 minutos e o segundo aos 66, para "acabar" com a eliminatória.

Os brasileiros, que não tiveram o treinador Renato Gaúcho no banco, começaram melhor e, após várias oportunidades desperdiçadas, passaram para o comando da eliminatória aos 22 minutos, com um tento de Jean Pyerre, através de um tiro de pé esquerdo da meia-lua, que não deu hipóteses a Ramírez.

O guarda-redes dos equatorianos foi batido nessa ocasião, mas foi decisivo mais à frente, nomeadamente aos 35 e 38 minutos, ao vencer no um contra um face a Maicon e Ferreira, respetivamente, que apareceram isolados.

O Grémio ainda teve mais uma grande oportunidade na primeira parte, por Alisson, aos 44 minutos, mas, aos 45+3, foi o Independiente a empatar o jogo, num livre direto soberbamente cobrado por Ortiz, que colocou a bola no ângulo superior esquerdo.

Moralizado, por estar de volta ao comando da eliminatória, o "onze" de Renato Paiva entrou muito bem na segunda parte e ameaçou por Montenegro e Ortiz, sendo que, do outro lado, foi o ex-benfiquista Diego Souza a falhar o chapéu.

A expulsão de Maicon, por acumulação de amarelos, aos 63 minutos, inclinou, em definitivo, a balanço para o lado do Independiente, que, aos 66, chegou ao 1-2, por Ortíz, que recebeu no peito um excelente passe do compatriota Lorenzo Faravelli (bisou"na primeira mão) e fuzilou de pé esquerdo.

O Grémio ficou a três golos do apuramento, mas, reduzido a 10, esteve sempre mais perto de sofrer um terceiro, de um conjunto que, na Libertadores, nunca marcara em solo brasileiro.

O Independiente del Valle, de Renato Paiva, segue, assim, para o Grupo A da Taça Libertadores, na qual vai encontrar o Palmeiras, do compatriota Abel Ferreira, mais os argentinos do Defensa y Justicia, vencedores da última edição da Taça sul-americana, e os peruanos do Universitario.

Por seu lado, o Grémio "desce" à Taça sul-americana, para o Grupo H, com Lanús (Argentina), La Equidad (Colômbia) e Aragua (Venezuela).