Premium História de uma escolha arriscada

História de uma escolha arriscada
José João Torrinha

Tópicos

Pontapé para a clínica >> Ao Tiago desejo a maior sorte e que tenha nervos de aço para este enorme desafio no dealbar da sua carreira.

Desportivamente falando, a decisão mais importante a tomar num clube de futebol é a da escolha do treinador. Também por isso (mas não só) é talvez a decisão mais escrutinada de todas.

Qualquer direção sabe que, ao escolher o míster, não conseguirá agradar a toda a gente. E é fácil entender porquê. Porque nós, adeptos, temos gostos e preferências muito diferentes uns dos outros. Uns gostam de treinadores com um estilo de jogo ofensivo, outros valorizam mais um treinador que privilegie um jogo seguro e mais equilibrado; uns gostam de treinadores que defendem um jogo assente na posse, outros que apostem num futebol mais vertical, mais direto; uns gostam de treinadores expansivos na comunicação, outros preferem um estilo mais sóbrio; uns acham que o treinador deve ser um disciplinador, outros entendem que esse tempo já passou e que acima de tudo o míster deve apostar na liberdade e correspondente responsabilidade.