Premium A gloriosa era dos recordes

José Manuel Ribeiro

Tópicos

Aos fracassos na Europa correspondem recordes batidos cá dentro, alguns deles já com mais de 50 anos.

O s últimos dez anos estão cheios de marcas invulgares, como esta das 16 vitórias seguidas de Bruno Lage fora da Luz que justifica (penso) o elogio raro de Sérgio Conceição: "Talvez não se visse igual desde o tempo de Eusébio".

O FC Porto foi campeão invicto duas vezes (não acontecia desde 1973), Rui Vitória quebrou o recorde de pontos de Mourinho, este Benfica igualou os 103 golos do tal tempo de Eusébio, Sérgio Conceição igualou o recorde de vitórias consecutivas de Jesus, obtido em 2011, ano em que Andrés Villas-Boas pulverizou outras cinco marcas absolutas, para além do título sem derrotas.