Exclusivo Frágil: quero sair de dentro da minha cabeça

Frágil: quero sair de dentro da minha cabeça
Luís Freitas Lobo

Tópicos

PLANETA FUTEBOL - Opinião de Luís Freitas Lobo

1 -Acabo de ler a autobiografia de Van Basten e foi como entrar noutra dimensão, a escondida, de uma vida dentro do futebol. O título do livro, Frágil, revela por si só a atmosfera que percorre todas as páginas (a vida, afinal) de um dos mais fabulosos jogadores de sempre.

Mais do que os triunfos, Van Basten percorre as fragilidades que sempre sentiu. A começar, claro, pela terrível lesão no tendão que, desde muito novo o atormentou (a primeira entrada violenta por trás que sofreu ainda a despontar no Ajax, num jogo com o Groningen) até ter de deixar verdadeiramente de jogar com 28 anos, terminando na sua personalidade turvada desde cedo em família e que sempre o acorrentou.